Novo site do Orquidário Márcio Silveira

Nova logo do Orquidário Márcio Silveira

Nova logo do Orquidário Márcio Silveira

É com grande satisfação que apresentamos o novo site do Orquidário Márcio Silveira. Buscamos nessa nova versão valorizar, ainda mais, as fotos das nossas orquídeas e organizar de uma maneira mais intuitiva e fácil de navegar todo o conteúdo. Criamos uma nova logomarca – que você pode ver ao lado – e permitimos, agora, que nossos visitantes façam comentários sobre cada notícia divulgada, algo que vai além do “Contato”, que mantivemos e melhoramos a nossa recepção. Continue reading »

Posted in Novidades

Orquídeas (Foto: Cat. walkeriana semi alba Apocalipse)

Orquídeas são todas as plantas que compõem a família Orchidaceae, pertencente à ordem Asparagales, uma das maiores famílias de plantas existentes. Apresentam muitíssimas e variadas formas, cores e tamanhos e existem em todos os continentes, exceto na Antártida, predominando nas áreas tropicais. Majoritariamente epífitas, as orquídeas crescem sobre as árvores, usando-as somente como apoio para buscar luz; não são plantas parasitas, nutrindo-se apenas de material em decomposição que cai das árvores e acumula-se ao emaranhar-se em suas raízes. Elas encontram muitas formas de reprodução: na natureza, principalmente pela dispersão das sementes mas em cultivo pela divisão de touceiras, semeadura in-vitro ou meristemagem. Continue reading »

Posted in Artigos

Tempo de Cat. labiata no Orquidário

Cattleya labiata é uma espécie que, no final do verão e princípio do outono, enfeita nossos orquidários com as suas flores. Além das belas flores, somos premiados com seu magnífico perfume que é exalado principalmente na parte da manhã. Continue reading »

Posted in Novidades

Tempo de Cat. warnerii no Orquidário

Cattleya warnerii é uma espécie que, em Outubro, enfeita orquidários, alguns pomares de propriedades rurais e as poucas matas montanhosas restantes no Estado do Espírito Santo, com o lilás-vivo das flores. Elas chamam a atenção pelo seu tamanho e, principalmente, pela beleza, num domínio absoluto no reino da flora local. Continue reading »

Posted in Artigos

Cattleya walkeriana Gardner – Estudo Cromático

É com grande satisfação que recebi do amigo Ovídio Resende – Belo Horizonte/MG o belíssimo estudo feito pelo Sr. Astor Viana Júnior, entitulado “Cattleya walkeriana Gardner – Estudo Cromático”. Maior satisfação ainda foi receber autorização do Sr. Astor para que o mesmo seja publicado no site do Orquidário Márcio Silveira.

Clique aqui para visualizar o estudo.

Sr. Astor, obrigado pela confiança. Continue reading »

Posted in Artigos

Cattleya walkeriana Márcio Silveira

Agradecimento especial ao grande amigo Ovidio – Belo Horizonte/MG, autor desta bela foto.

Orquidário Márcio Silveira 

Posted in Novidades

Cattleya walkeriana

Finalmente chegou a época que tanto esperávamos! Pelo menos nós, “doidos” pela Cat. walkeriana. Suas cores, formas e, principalmente, seu aroma incomparável e inconfundível! No Orquidário Márcio Silveira elas estão exuberantes e nos deixando emocionados a cada uma que descobrimos melhor do que a outra.

Abaixo, segue uma prévia do início da floração no Orquidário. Mais pode ser visto na “Galeria de Fotos”, que terá uma atualização mais constante a partir de agora. Vale a pena acessar não só a seção “Orquídeas”, mas as fotos do “Orquidário” também.

Image    Image   Image

Agradecimento especial aos amigos Valdeci Fontes – Rio Claro/SP (fotos: Cattleya jenmanii, Cattleya walkeriana La Cumparcita e Cattleya walkeriana Tipo) e Carlos Salgado – Ouro Branco/MG (foto: Cattleya walkeriana coerulea Patativa). Continue reading »

Posted in Novidades

Cattleya walkeriana Flecha Ligeira

Cattleya walkeriana flexa ligeira

Cattleya walkeriana flexa ligeira

Há 17 anos, aproximadamente, meu pai, de vontade própria e, diga-se de passagem, somente com vontade mesmo, pois recursos didáticos e financeiros eram escassos, resolveu após alguns passeios a alguns berçários de Cattleyas walkeriana – nesta época indo apenas para acompanhar um amigo que já cultivava estas orquídeas – tentar cultivá-las também. Parecia uma coisa meio sem sentido, pois sem conhecimento do assunto, mas sabedor que cultivar orquídeas é bem diferente de plantar orquídeas, ir adiante nesta empreitada não era algo passível de ser visto a médio ou longo; quer dizer, a “prazo nenhum”.  Mas, como meu pai desde jovem, nunca esperou por nada e sempre buscou o que queria aprender, tendo ou não recursos para isso, tendo ou não a lógica a seu favor, lá foi ele mergulhar de cabeça nessa novidade.

O tempo ia passando e poucos iam ajudando! O tempo ia passando e a peleja ficava restrita a horas e horas dedicadas a plantar e montar um pequeno espaço para colocar aquelas preciosidades – pequeno espaço mesmo, bem longe de chamá-lo de orquidário. Os troncos das laranjeiras que haviam lá no quintal de casa que o digam! Continue reading »

Posted in Artigos

Laelia pumila Alba

Laelia pumila alba

Laelia pumila alba

A Laelia é uma espécie de hábito epífito e litófita. São endêmicas desde o México até a América do Sul. Este gênero é estreitamente relacionado com o gênero Cattleya. A diferença principal entre as Laelias e as Cattleyas é que as Laelias têm oito polínias em cada flor, e as Cattleyas têm quatro.

Esta Laelia pumila Alba (foto), foi campeã na Exposição Internacional de Tóquio em 2002, sendo trazida para o Brasil apenas três plantas. Além desta, pertencente ao Orquidário Márcio Silveira, outras duas pertencem a orquidófilos do estado de São Paulo. Sua beleza é rara, assim como sua cor e forma. Continue reading »

Posted in Artigos

Cattleya Walkeriana

Cattleya-walkeriana-semi-alba

Cattleya walkeriana semi alba

Cattleya walkeriana foi descoberta por Gardner, em 1839, próximo ao rio São Francisco (MG). Seu nome foi dado em homenagem ao seu fiel assistente, Edward Walker, que o acompanhou em sua segunda viagem ao Brasil a serviço do Jardim Botânico do Ceilão, no Sri Lanka.

O brasileiro Barbosa Rodrigues descreveu, em 1877, a Cattleya princeps, hoje considerada uma variedade da Cattleya walkeriana.

A Cattleya walkeriana, hoje mundialmente conhecida e apreciada pelos belíssimos híbridos que tem produzido, é encontrada nas regiões mais diferentes do Brasil, seja crescendo sobre pedras, no Estado de Goiás, ou sobre árvores, nos Estados de São Paulo, Mato Grosso e Minas Gerais, sempre próxima às águas de lagos, rios ou pântanos. São plantas de cultivo extremamente fácil, que os orquidófilos do mundo inteiro já dominam. Deve-se destacar que a maioria das plantas que hoje se encontram nas coleções foram produzidas por semente ou meristema (clonagem). Continue reading »

Posted in Artigos